Translate


Manhã de Sábado



- Arhhnnn... que horas são?

O brilho do sol adentravam as frestas da janela ofuscando-lhe os olhos. “Para onde ela foi?”, pensou notando que estava sozinho na cama e também o silêncio da casa. As roupas que a minutos atrás encontravam-se espalhadas pelo chão, agora encontravam-se dobradas sobre a penteadeira.

- Preciso de uma ducha... – ele disse levantando-se da cama e entrando no banheiro.

Com as mãos apoiadas na parede ele relaxava deixando água do chuveiro percorrer o seu corpo. E enquanto isto lembrava-se dos acontecimentos da última noite, do sexo selvagem, dos jogos eróticos. Ela era realmente uma mulher incrível.

Saindo do banheiro, ele vestiu apenas uma boxer e assim que ouviu um barulho vindo da cozinha, sorriu. E lá estava ela, descalça, usando uma calcinha de renda branca, e como sempre havia roubado uma de suas camisas. Distraída preparando o café da manhã nem notou a presença dele parado na porta contemplando-a.

– É incrível como você fica um tesão quando usa minhas camisas - ele disse abraçando-a por trás – Uhmmm, bom dia meu amor... eu juro que ia devolver... – respondeu Anita arrepiando-se ao sentir aquela bela encoxada que a fez ficar quase na ponta dos pés.

- Uhmm, acho que não confio em você... por isto acho melhor eu pegar ela agora – ele disse encostando seus lábios aos dela, beijando, ao mesmo tempo seguia abrindo botão por botão daquela camisa.

Abrindo a camisa, ele a tirou e depois jogou-a no chão voltando-a encoxá-la com mais vontade ainda, fazendo-a sussurrar. Levando sua boca ao pescoço dela ele começou a descer, percorrendo com seus lábios os ombros dela e depois sem pressa alguma seguiu descendo por suas costas. Segurando lhe a calcinha ele começou a puxá-la bem devagar, apreciando cada pedaço do seu corpo, até fazê-la deslizar e cair aos pés de Anita.

Por um breve momento ele ficou apenas a contemplar aquela bela imagem, suas mãos alisavam as coxas e a bunda de sua mulher que conhecendo seu homem tratou logo de empinar seu corpo a abrir um pouco mais as pernas provocando-o. E como desejado, Anita logo sentiu aqueles lábios tomando sua boceta e a chupando-a com muita volúpia.

- Arhnnn Dante.... – ela gemia, e rebolava. Ele sabia exatamente como levá-la a loucura, enquanto a chupava ele lhe dava uns bons tapas na bunda demonstrando o quanto estava excitado.

Levantando-se ele tirou a boxer e segurando-a pelo cabelo puxou-a para si e a beijou com vigor – Me fode com força Dante... – suplicou Anita. Com um riso safado ele ajeitou seu cacete a boceta dela e penetrou-a fazendo-a gemer alto. 

- Aiii isto... não para... fode a sua putinha.... fode...  – dizia Anita sentindo as fortes bombadas dele. 

E foi naquele ritmo intenso que os dois chegaram ao ápice gozando quase que no instante. Virando-se de frente para ele, Anita o olhou nos olhos, e assim ficaram por um tempo apenas se olhando e trocando sorrisos meio as respirações ofegantes recobrando o fôlego.

- Adoro quando você acorda tarado assim... – disse Anita enquanto mordiscava-lhe os lábios - Isto é pra te lembrar o que acontece quando você rouba minhas camisas – ele respondeu apertando-lhe a cintura com tesão – Uhmm vou preciso confessar que todos os dias de manhã quando você sai para trabalhar eu faço a mesma coisa... ah, elas são tão confortáveis, e outra, tem o seu cheiro, e eu adoro o cheiro do meu homem...

- Ah é! – ele disse e então carregou-a em seus braços e levou-a para o quarto.
Ao chegarem no quarto ele jogou-a na cama, depois segurando os braços dela acima da cabeça aproveitou que as algemas, utilizadas na última noite, ainda estavam ali e prendeu os punhos dela.

- Agora você vai ver... – ele disse olhando-a nos olhos, fazendo-a arrepiar-se de tesão ao ver aquele semblante sádico espantando em seu rosto.

E assim começou mais uma manhã de Sábado para Anita e Dante.


** Conto dedicado e inspirado em Anita Garcia.

* Todos os nomes dos personagens, assim como de instituições utilizadas neste texto, são apenas nomes fantasias e não referenciam a nenhuma pessoa, local ou razão social.

** Participe deixando seu comentário no campo abaixo!

7 comentários:

  1. QUE DELÍCIA!

    Você realmente sabe como me levar a loucura,adorei obrigada meu amor por tudo meu amor,você é muito importante para mim...Algemas hum que delicia!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Anita eu que agradeço toda atenção e esta troca de carinho e tesão.

      Excluir
  2. Como sempre fantástico...Parabéns Sr. Dante!
    Mas ainda outro ecoa em minhas lembranças.....A
    Beijos carregados de saudade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, é sempre bom saber que consigo agradar e trazer algum prazer através dos meus textos.

      Excluir
  3. Adoro manhãs de sábado...
    **************
    O tesão está em nós... Há duas fontes de pura luxúria: o prazer realizado e o prazer dado!

    BOM FINAL DE SEMANA!!

    Bjks da Leoa ='.'=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por mais uma visita Leoa, fico contente em vê-la por aqui.

      Excluir

O que achou deste conto? Expresse a sua opinião comentando neste campo. O comentário pode ser feito até como Anônimo, basta selecionar a opção no campo abaixo (Comentar como:).

 

Quem sou eu...

Minha foto

Quero compartilhar através de minha escrita um devaneio de sensações, sentimentos e desejos. Sejam bem vindos e apreciem sem moderação.

Qual o seu Sexo?

Contato como o autor:

Nome

E-mail *

Mensagem *

O que achou do Visual deste Blog?