Translate


A Cidade do Pecado V

*Ed. Vale dos Pássaros. Quinta-feira, Apto 1122, 20h50min

- Por favor, não tenha medo, não te farei nenhum mal.
- Quem, quem... é você? – Disse Flávia encarando-o nos olhos, esquecendo-se até de sua nudez diante daquele ser.
- Meu nome é Miguel, sou seu anjo protetor.
- Meu...?

- Sim. Após a perda de seu antigo guardião, eu fui incumbido a cuidar de você, ser o seu protetor. Porém, cometi um erro grave -  Flávia começava a se aproximar lentamente do anjo, admirando sua beleza suprema enquanto ele continuava a dizer – me apaixonei por você Flávia, a todo momento eu a desejo, tenho estado com você, sentindo seu corpo de forma abstrata - Miguel subiu seu olhar pelo corpo de Flávia e continuou – meu sonho é um dia poder sentir o gosto do seu beijo.

Lágrimas começaram a descer pelo rosto de Flávia, e junto do anjo ela começou a dizer:

- Eu pensava estar louca. Sensações, sonhos e pesadelos tão reais me fazendo acordar ofegante, suando frio. Inúmeras vezes eu te senti... e também o desejei mesmo sem saber exatamente o que estava desejando.

- Sim, eu sei disto e por isto estou aqui, para te pedir perdão. Não posso mais ser o seu guardião sentindo isto por você, desta forma acabo causando mal a você e lhe colocando em perigo.
***

Casa do Lucas. Quinta-feira,  21h00min

Sentado no sofá Lucas olhava a TV sem conseguir prestar atenção na programação. Nos últimos tempos ele mal conseguia se concentrar, seus pensamentos encontravam-se divididos entre Yasmim e a preocupação com sua mãe que andava saindo com um homem a qual conheceu na internet. Reitor de uma Faculdade no interior aparentava ter uns 48 anos, levemente grisalho. O olhar autoritário daquele homem incomodava bastante a Lucas.
Uma buzina soou lá fora.

- Filho. Estou saindo, tudo bem?

Ele olhou para sua mãe, ela estava toda produzida, certamente iria sair com o tal Reitor.

- Mas está chovendo muito forte mãe - Não se preocupe meu filho, estou de carro e não devo demorar muito... beijo – ela beijou a testa de Lucas e saiu – qualquer coisa me liga!

Vendo sua mãe sair Lucas voltou a olhar para televisão. Passados alguns minutos Lucas começou a lembrar-se de Yasmim, “Será que ela está bem? ”.
***

*Convento São Francisco de Assis
. São Paulo,
Quinta-feira, 21h10min

- Alex, já ouvi relatos como os que você está-me contando e uma coisa lhe aconselho; sua namorada não deve ignorar estes sonhos, pesadelos ou sensações precisam ser interpretados para que descubra sua origem.

- Mas como Padre?

- Não é uma tarefa fácil. Acredita que anjos e demônios habitam por entre nós o tempo todo?

- Claro Padre, o senhor sabe como sou religioso.

- Pois bem, eu e mais um grupo de cinco padres estamos há anos interpretando vários sinais, casos de possessão, aparições, sonhos, pesadelos envolvendo estas entidades. E fazemos isto sem a cúpula da Igreja saber, certamente eles sabem de muito mais coisas, só que não revelam nem a nós membros diretos da Igreja.

- Sim.

- O que percebemos é que está ocorrendo um desiquilíbrio em uma dimensão entre o céu a terra e o inferno, esta habitada por Deus, anjos, demônios e Lúcifer. O que nos parece é que os guerreiros da luz, ou simplesmente anjos, estão cada vez mais vulneráveis aos prazeres deste mundo, principalmente aos prazeres da carne. Acabam por vezes entregues às tentações impostas por demônios ou até mesmo por uma escolha própria.

- Mas porque justamente ela está sofrendo com isto?

- Pelo que relatou meu filho, me parece que o guardião de sua namorada está cegamente apaixonado por ela, ou desejando-a apenas de uma maneira carnal, não consigo te afirmar...

- Não é possível Padre....

- Sei que é difícil aceitar isto Alex. Mas analisando os fatos, possivelmente estas sensações que ela vem sentindo estão se tornando mais intensas conforme a vulnerabilidade do guardião diante do desejo de possuir sua protegida.

- Mas... Ele pode tocá-la Padre?

- Não tenho certeza disto Alex, acredito que caso ele se renda a este pecado, acabará se revelando a ela. Se esta escolha for tomada por ele, sua namorada estará correndo um sério perigo. 

- Perigo, mas por quê? Como? 

- Certamente o seu guardião perderá sua posição de guerreiro da luz, assim como seu poder, logo abrindo espaço para que a escuridão a possua.
***

Ficando na ponta dos pés junto do corpo de Miguel, Flávia levou seus braços por cima dos ombros do anjo e o beijou. Miguel tomou-a em seus braços e a beijava com volúpia, Flávia sentiu seu sexo arder de prazer. Levantando uma perna prendendo o anjo a seu corpo, sua mão subiu pela nuca de Miguel e segurou-lhe firme o cabelo enquanto beijava-o.
***

Lucas ouviu o barulho do chuveiro ligando, um calafrio percorreu pelo seu corpo, pois sabia que estava sozinho. Caminhou até a escada espiando o andar de cima e em passos lentos foi subindo degrau por degrau.

O barulho do chuveiro parou, e parado no fim da escada Lucas sentia muito medo, eis que a porta do banheiro se abriu.
***

Deitados na cama, os corpos nus de Flávia e Miguel entrelaçavam-se um ao outro, encaixando-se perfeitamente. Sobre o corpo de Flávia o anjo beijava-a com todo seu desejo. Depois descia sua boca pelo corpo dela até sentir aqueles seios preencherem sua boca. Ele os chupou com voracidade fazendo-a contorcer-se de tesão. Miguel continuava a descer pelo corpo de sua protegida até sentir o delicioso odor da boceta de Flávia, após exalar e apreciar o cheiro dela Miguel abocanhou-a e passou-a chupá-la intensamente.

Lá fora o céu parecia desabar, a chuva tornara-se mais forte e o céu tornara-se totalmente negro. Por baixo da porta e pelas janelas um ar gelado e um liquido negro começava a adentrar o apartamento de Flávia.
***

- Preciso ir embora Padre, não sei por que, mas algo me diz que ela corre perigo - Não vá meu jovem, olhe para esta chuva que está caindo. É praticamente impossível dirigir neste estado. Vá amanhã pela manhã, assim a chuva já terá passado.
***

Entre as pernas de Flávia o anjo penetrou-a forte preenchendo todo seu sexo. Foi então que os olhos de Flávia ficaram totalmente negros e no mesmo momento ela entrelaçou suas pernas ao corpo do anjo e o olhou sorrindo de forma demoníaca enquanto via-o estocando sem parar.
***

- Yasmim!?

Lucas a viu sair do banheiro, atravessar o corredor e entrar em seu quarto, seu coração ficou acelerado ao vê-la. Andou em passos rápidos até seu quarto e ao entrar, lá estava ela, completamente nua, cabelos molhados, em pé ao lado de sua cama. Carregava um olhar e um sorriso safado e ingênuo ao mesmo tempo.
Aproximando-se de Yasmim ele tomou-a em seus braços e de forma calma a beijou. 

Enquanto beijavam-se Yasmim logo começou a puxar a camiseta de Lucas que a ajudou a tirar, depois tirando as demais peças, deitou-se na cama sobre sua amada.
***

Numa estocada mais forte Miguel gozou inundando sua protegida com seu sêmen, ele olhava para o alto sorrindo, sentindo um prazer absoluto, algo que jamais sentira antes.

- Ahhhhhh!!!!!  - Miguel gritou sentindo o seu corpo voar e bater violentamente contra parede do apartamento. E ali no chão ele viu surgir diante dele Azazel e Aaba, a energia de Azazel estava extraordinariamente superior a dele.

Miguel não conseguiu forças para se levantar, sentia seu corpo imóvel, como se uma energia o prendesse daquela forma. Ambos gargalhavam vendo Miguel estirado junto à parede, e juntos zombavam do anjo.

- Corra Flávia, corra! Saia daqui – Gritou Miguel vendo Flávia levantar-se da cama.
***

Entre as pernas de Yasmim Lucas ajeitou seu sexo e a penetrou, beijavam-se o tempo todo, Yasmim entrelaçou seus braços ao corpo de Lucas abraçando-o. Aquela sensação para ela era extremamente prazerosa, desejava que aquele momento não acabasse nunca mais.
***

Flávia caminhou até Azazel e ficando de frente para o demônio ela o abraçou e em seguida beijou-o. A língua de Azazel preenchia todos os cantos da boca de Flávia sem pudor. Virando-se de costas Flávia olhava para Miguel mantendo aquele semblante demoníaco, e atrás dela Azazel encaixava pênis ao sexo de Flávia e segurando-a firme a penetrou. 

Com ódio Miguel olhava a cena sem conseguir fazer absolutamente nada, pois todo seu poder já não existia mais. Após violentas estocadas o demônio gozou inundando Flávia com seu sêmen e rugiu sombria-mente.
***

Ajoelhado em frente ao altar daquela igreja que frequentou desde criança Alex orava, pedia pela alma de Flávia, sentia que ela estava em perigo e pedia proteção a ela.
***

Flávia caiu com as mãos apoiadas no chão, ofegante, olhou para Miguel e neste momento ele sentiu que a alma dela ainda estava ali, ainda era ela – Me perdoe Flávia... – disse o anjo com lágrimas descendo pelo rosto. Foi então que Aaba se aproximou de Flávia dizendo – Não de ouvidos a ele, venha, deixe-me ajudá-la. Depois de levanta-la, Aaba olhou-a nos olhos, acariciou sua boca e logo em seguida beijou-a, levando sua língua à boca de Flávia.

- Venha comigo... – disse Aaba segurando a mão de Flávia e levando-a para cama onde se deitaram uma sobre a outra e passaram a trocar beijos e carícias enquanto que Azazel aproximava-se lentamente de Miguel olhando-o com desprezo.

- Agora você é meu – disse o demônio.
***

Por cima de Lucas sentado sobre seu sexo Yasmim cavalgava intensamente, ambos se olhavam sorrindo. Yasmim rebolava sobre o cacete de Lucas e adorava ver a reação que causava nele. Continuando a cavalgar e aumentando o ritmo a cada segundo, Yasmim e Lucas gozaram juntos. 

Deitando-se sobre o peito dele, Yasmim tinha sua respiração intensa e não parava de sorrir, estava completamente feliz por estar sentindo tudo aquilo e desejava o garoto mais do que tudo em sua vida.
***

- Nããããooooo!! – Gritou Flávia ao ver o demônio levantar Miguel segurando-o pelo pescoço e sufocando-o. 

Azazel olhou para Flávia que estava por baixo do corpo de Aaba que se deliciava chupando os belos seios da humana. Entre as pernas de Flávia, Aaba começou a gargalhar e segurando firmes seus braços na cama disse - Que tal uma surpresinha? – Eis que Aaba fez surgir de seu sexo um enorme pênis que adentrava a boceta de Flávia fazendo-a se contorcer na cama sentindo aquilo invadi-la de forma grotesca. Aaba não parava de gargalhar ao mesmo tempo em que a estocava com voracidade.

Segurando Miguel pelo pescoço Azazel desapareceu com o anjo e surgiu no alto do prédio jogando Miguel no chão fazendo-o cair quase de joelhos perante ele.
- Veja Miguel, veja o que sua ação causou ao mundo.

Erguendo sua cabeça aos poucos Miguel viu uma série de demônios pousarem no alto dos prédios, alguns eram enormes, haviam também cães demoníacos que saltavam entre os arranha céus.

- Com a queda de um dos pilares mais fortes do céu este mundo é nosso Miguel, graças a você. E quero que você veja nossa conquista de perto, o nosso domínio Miguel.
***

Após deliciar-se com Flávia inundando-a com seu gozo, Aaba uivou e caminhou até a janela, viu que mundo estava se transformando, o Inferno estava finalmente se implantando na Terra. Aaba saltou pela janela dizendo, “Hoje será uma grande noite”.
***

Correntes surgiram do chão percorrendo o corpo de Flávia prendendo-lhe seus punhos e tornozelos, em volta de seu corpo um desenho de um pentagrama surgiu. Lágrimas começaram a descer pelo rosto de Flávia, sentia-se fraca, não sabia o que fazer ou a quem recorrer.
***

Eram 03 horas da manhã quando Yasmim arrepiou-se e acordou assustada ao sentir uma energia extremamente negativa. Encolheu-se deitada no peito de Lucas, “O que está acontecendo lá fora? ”.
***

- Ah não, Flávia!!!??? 
***

Rodeado por um grupo de demônios Miguel era massacrado com fortes golpes, zombavam do anjo sem nem reconhecerem o tal grandioso ele já foi. Miguel não tinha forças para lutar, sentia dor, porém, dor maior do que aqueles golpes era saber que havia acabado com a vida de sua amada, assim e agora a humanidade estava perdida.
***

- Flávia! Flávia! Fale comigo meu amor, por favor! - Alex olhava desesperado para Flávia, sem conseguir entender o que havia acontecido, tentou soltar daquelas correntes, mas não conseguiu. 

- Não é possível, isto não é humano, não é justo – dizia Alex apavorado ao vê-la naquele estado. Ao lado da cama aos poucos ele foi retomando sua calma, lembrou-se das palavras de seu amigo, Pr. Francisco e começou a orar com toda sua fé.
***

- O que está acontecendo? – Disse Azazel olhando diversos pontos de luz surgirem no céu.

Azazel escutou a oração daquele humano e de forma assustadora voou em direção aquele apartamento. Assim que chegou, os vidros das janelas e espelhos se estilhaçaram e ele olhava com ódio para Alex que continuou a horar.

- Humano idiota! – Assim que falou isto Azazel esticou o braço e Alex voou pelo apartamento batendo a cabeça contra parede ficando imediatamente sem consciência.

Azazel rugiu furioso, foi então que sentiu uma energia extremamente forte pairar atrás dele causando-lhe calafrio.

- Laviniah? – Disse Azazel com a voz trêmula ao reconhecer o anjo. A líder de uma legião de anjos caçadores de demônios.

Sem dizer uma só palavra Laviniah empunhou sua lança de fogo e golpeou o abdômen de Azazel fazendo-o uivar e desintegrar-se diante dela. Lá fora os guerreiros da luz comandados por Laviniah caçavam e destruíam todos os demônios que haviam subido a Terra.

Miguel rastejava no alto do prédio sem força. Diante dele, ainda pode conferir a intensa batalha que os anjos travavam contra aqueles demônios até que por fim fechou os olhos e perdendo completamente sua consciência.
***

*Ed. Vale dos Pássaros. Sexta-feira, Apto 1122, 09h15min

O sol adentrava pela janela ofuscando os olhos de Flávia que acordava lentamente. Apoiou-se em seus braços e olhou ao seu redor, o quarto estava repleto de estilhaços de vidro “Meu Deus o que aconteceu? Não me lembro de nada! ”, dizia a si mesma assustada. E foi ao olhar para o lado da porta que apavorada Flávia gritou – Alex!!!

Sem tomar consciência dos vidros a machucar seus pés ela correu até ele e tentou acordá-lo, mas ele não esboçava nenhuma reação.
Imediatamente Flávia pegou o telefone e ligou para o Disk Emergência e cerca de 20 minutos depois uma ambulância parou em frente ao edifício Vale dos Pássaros e Alex foi levado às pressas para o hospital.

Continua...

*Conto escrito em Novembro/2011e reeditado em Novembro/2015
 
* Todos os nomes dos personagens, assim como de instituições utilizadas neste texto, são apenas nomes fantasias e não referenciam a nenhuma pessoa, local ou razão social.

** Participe deixando seu comentário no campo abaixo!

0 comentários:

Postar um comentário

O que achou deste conto? Expresse a sua opinião comentando neste campo. O comentário pode ser feito até como Anônimo, basta selecionar a opção no campo abaixo (Comentar como:).

 

Quem sou eu...

Minha foto

Quero compartilhar através de minha escrita um devaneio de sensações, sentimentos e desejos. Sejam bem vindos e apreciem sem moderação.

Qual o seu Sexo?

Contato como o autor:

Nome

E-mail *

Mensagem *

O que achou do Visual deste Blog?