Translate


Eternamente sua...

Sexta-feira, o relógio da marcava 20h00min.

Sozinha em seu trabalho ouvia as vozes de seus amigos ecoarem em seu pensamento, “Thamiris não seja tola, vamos embora! ”, “Vamos para o barzinho, deixe de tolice ele não te valoriza! ”, e por último viu o rosto de Ana Flávia, que todos diziam ser um affair com ele, passar por ela com um sorriso irônico como que dizendo “Você é muito bobinha... ele nunca vai olhar pra você...”.

Balançando a cabeça Thamiris tentou afastar aquelas vozes que ecoavam em sua mente. Depois de respirar fundo olhou para o ambiente e sentiu-se triste ao se ver sozinha.

“Olha pra mim... ele nunca vai...”

- Thamiris? O que está fazendo aqui? – Perguntou Fernando entrando na sala e olhando-a.

- Eu pensei que você tivesse... Bom, eu estou terminando aquele relatório que você precisa apresentar na segunda-feira, lembra?

- Não, mas você precisa relaxar, viver sua vida... venha levante-se... – disse Fernando ao aproximar-se.

Thamiris levantou-se e assim ficaram se olhando um de frente ao outro.
Levando a mão até a presilha do cabelo dela, ele e a tirou fazendo seus cabelos ficarem soltos. Olhando nos olhos tirou-lhe os óculos e colocou-os sobre a mesa. Thamiris sentia as batidas do seu coração ficarem cada vez mais fortes. Olhava-o nos olhos timidamente até sentir a mão dele em seu rosto, acariciando-o com carinho, fazendo-a fechar os olhos.

- Você é linda... – ele sussurrou.

Thamiris não conseguia dizer nada apenas permitiu ser dominada por aqueles braços e logo as bocas se encontraram em um beijo intenso, as línguas se entrelaçadas deixavam aquele beijo repleto de ousadia.

Segurando-a firme Fernando colocou-a sentada sobre a mesa, abriu os botões da camisa dela e a tirou, logo Fernando estava chupando os fartos seios de sua fiel secretária. Thamiris com os olhos fechados deixava-se levar por aquele momento que tanto desejou e assim encontrava-se totalmente entregue.

“Parece até um sonho...”, pensava Thamiris enquanto o olhava deslizar sua calcinha por toda extensão de suas pernas até tirá-la. Diante dela Fernando ficou olhando-a com admiração dos pés à cabeça, deixando-a sem jeito, depois aproximou-se e lhe beijou com volúpia.

Levantando a saia e deixando-a na cintura, Fernando abaixou-se entre as pernas dela e abocanhou seu sexo passando-a chupá-la com intensidade, fazendo-a gemer de tesão. Thamiris ia ao delírio sentindo aquela boca chupando-a, e em alguns momentos os dedos invadiam sua boceta... estocando-a com força... primeiro um dedo, depois dois... três... e sua boceta estava tão molhada que tranquilamente ouvia-se aquele som gostoso que seu liquido enquanto os dedos dele estocavam-na.

- Quero te comer de quatro sua putinha...

Ouvi-lo dizer aquelas palavras de uma maneira tão firme e repletas de tesão acabou despertando nela o seu lado safado, que a tanto tempo encontrava-se oculto. Depois de sair da mesa, Thamiris virou-se lentamente olhando-o com um sorriso safado. E sentindo-o encaixar-se em seu corpo Thamiris empinou seu corpo e provocou-o o subindo e descendo sua bunda naquele cacete duro.

- Arhhh... tesão ...  – sussurrou Fernando. Não se segurando mais ele ajeitou seu cacete a boceta de Thamiris e a penetrou-a profundamente.

- Ahnnn... ahnnn... não para... – dizia Thamiris enquanto sentia-o estocando-a com força.

- Vadia... gostosa... – disse Fernando puxando-lhe o cabelo e lhe roubando um beijo enquanto aumentava o ritmo de suas estocadas e sua mão apertava o seio de Thamiris com vontade.

- Arhhhhhh!!! – urrou Fernando ao tirar seu cacete soltando fortes jatos de porra pelas costas e bunda de Thamiris.

- Uhmm delicia... – disse Thamiris sorrindo, em seguida sentiu as mãos dele segurando-a com pegada e virando seu corpo. De frente um para o outro ele voltou a beijá-la e disse com um sorriso sacana – Vamos para o meu apartamento, quero você a noite toda....

Thamiris sorriu, levou seus braços por cima dos ombros dele e disse ao pé de seu ouvido – Quero ser eternamente sua...

** Todos os nomes dos personagens, assim como de instituições utilizadas neste texto, são apenas nomes fantasias e não referenciam a nenhuma pessoa, local ou razão social.

** Participe deixando seu comentário!

1 comentários:

O que achou deste conto? Expresse a sua opinião comentando neste campo. O comentário pode ser feito até como Anônimo, basta selecionar a opção no campo abaixo (Comentar como:).

 

Quem sou eu...

Minha foto

Quero compartilhar através de minha escrita um devaneio de sensações, sentimentos e desejos. Sejam bem vindos e apreciem sem moderação.

Qual o seu Sexo?

Contato como o autor:

Nome

E-mail *

Mensagem *

O que achou do Visual deste Blog?