Translate


Acabei de transar no escritório!

- Vou aproveitar para ler uns continhos...

Sozinha no escritório ela abriu seu site de Contos e Relatos Eróticos favorito. E como de costume primeiro se distraiu com as mensagens safadas e divertidas que sempre recebia de usuários do site, mas depois logo tratou de procurar por novidades de um autor que gostava muito.

 “Uhmmm, continho novo...”. 

“Nossa este homem quer me enlouquecer... só pode”, dizia a si mesma enquanto se deliciava com aquela história. Excitada levou sua mão entre suas pernas e passou a massagear sua boceta por debaixo da saia e com a outra mão apertava seus seios ficando totalmente imersa aquela fantasia.

- Bom dia Deise... 

Rapidamente ela se recompôs olhando-o fechar a porta, “Será que ele viu? Tô ferrada!”.

- Bom dia Sr. Dante. Chegou cedo hoje, aconteceu algo?
- Preciso terminar de coletar uns dados para a reunião de hoje... – disse Dante encarando-a nos olhos e em seguida deslizando seu olhar por todo seu corpo – Perfume novo Deise? – ele completou.

- Ah sim, nossa! O senhor é um ótimo observador, sabia? – respondeu Deise sorrindo e sentindo-se excitada com o olhar de seu chefe.
- E será que posso senti-lo de mais perto?

- Claro – respondeu Deise levantando-se sem tirar seus olhos dos dele. 

Levando sua mão a cintura dela, Dante a apertou sutilmente e depois deslizou seu rosto junto ao dela fazendo-a sentir sua barba e então sussurrou em seu ouvido – Uhmmm, que delícia...

Pendendo sua cabeça para o lado Deise lhe deu total acesso ao seu pescoço, e não demorou muito para que começasse sentir os lábios dele beijando toda extensão de seu pescoço fazendo-a se contorcer de tesão.

- Ahnnnn... Dante... pode aparecer alguém... – disse Deise, mas ao mesmo tempo levando sua mão ao cacete de Dante e apertando-o por cima da calça.
 
Segurando-a firme pelo cabelo, Dante a beijou com volúpia. Deise sentia aquela língua invadir sua boca, entrelaçando-se a sua e levando-a loucura. Extremamente excitada Deise mordeu os lábios de Dante com força.
 
- Vagabunda... – disse Dante enfiando-lhe um tapa no rosto, depois tomou-a em seus braços, colocou-a sentada na mesa e voltou a beija-la, e agora com maior intensidade.

- Uhmm Dante... – Deise sussurrava o nome de seu chefe entrelaçando suas pernas ao corpo dele; Arqueando seu corpo pra trás, Deise segurou a mão dele levou até sua blusinha e disse:

– Abre...

Naquele momento os olhos de Dante pareciam pegar fogo, e novamente ele enfiou um tapa no rosto de Deise, em seguida pegou-a forte pelo braço e disse:

– Quem manda aqui sou eu... fui claro?

- Sim Dante... – respondeu Deise sentindo os lábios dele encaixando-se novamente aos seus.

As mãos percorriam todos os corpos e o beijo tornava-se mais intenso a cada segundo.

Enquanto beijavam-se Dante começou a deslizar suas mãos por aquelas coxas grossas de Deise apertando-as com tesão até alcançar sua boceta e sem rodeios passou a massageá-la por cima da calcinha, sentindo-a extremamente molhada. Em conjunto Deise abriu um pouco mais suas pernas facilitando a investida de seu chefe que estava levando-a ao ápice do tesão.

Interrompendo o beijo Dante segurou sua calcinha e começou a tirá-la bruscamente, depois olhando-a nos olhos Dante levou suas mãos a blusinha de Deise e a abriu num único golpe.

- Ahnnnn Dante, está me enlouquecendo... – disse Deise desfazendo seu sutiã, deixando seus seios à mercê de seu chefe. E Dante não se fez por rogado e tratou logo de abocanhar aqueles seios. Chupava-os com vontade, mordiscando lhes os bicos e voltando a chupar.

Ajeitando seu cacete a boceta de sua secretária, Dante a penetrou até o fundo fazendo-a soltar um forte gemido, e logo em seguida começou a estocá-la sem parar. As penetrações tornavam-se mais fortes e rápidas a cada segundo, e praticamente deitada em sua mesa Deise gemia intensamente sentindo o cacete dele invadindo-a com força.

Segurando-a pelo braço Dante a trouxe para o chão, colocou-a de costas e socou seu cacete novamente àquela boceta. Enquanto segurava com firmeza o cabelo de Deise ele seguia bombando, estocando seu pau até o fundo e com força. A sala exalava sexo, os gemidos e urros de prazer pairavam no ar, até que não suportando mais Dante gozou e inundou a boceta de Deise que havia acabado de gozar e naquele momento revirava os olhos de tanto tesão.

Após gozarem olharam um para o outro ainda famintos de desejo, famintos por sexo. Porém se conterão, pois pelo horário já não faltava muito para que o próximo funcionário chegasse. Então ajeitaram-se, trocaram mais alguns beijos e então Dante partiu para sua sala deixando Deise sozinha mas com a certeza de que acabara de viver um dos melhores Contos Eróticos de sua vida.

*** Dedicado a Deyse. Obrigado pela inspiração.

** Todos os nomes dos personagens, assim como de instituições utilizadas neste texto, são apenas nomes fantasias e não referenciam a nenhuma pessoa, local ou razão social.

5 comentários:

  1. Comentado por: princesapuckett (Deyse) em: 31/03/2015 no site ContoErotico.Com
    Nossa, obrigada Dante... Exitante eh pouco para descrever o que senti lendo esse conto. Com toda a certeza. FOI o maior prazer servir de inspiraçao... parabens, vc conseguio me deixar mais quente do que ja sou!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Deyse, fico excitado ao saber disto..

      Excluir
  2. Adorei seu trabalho. Esse em especial me lembrou, assim como você mesmo disse, uma história no passado. Considere-me uma mais nova fã. Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado Naty por vir até aqui. Ontem acabei lendo mais um de seus contos e diria que sua escrita é viciante...

    ResponderExcluir
  4. vc me inspira a escrever minhas historias.. J..

    ResponderExcluir

O que achou deste conto? Expresse a sua opinião comentando neste campo. O comentário pode ser feito até como Anônimo, basta selecionar a opção no campo abaixo (Comentar como:).

 

Quem sou eu...

Minha foto

Quero compartilhar através de minha escrita um devaneio de sensações, sentimentos e desejos. Sejam bem vindos e apreciem sem moderação.

Qual o seu Sexo?

Contato como o autor:

Nome

E-mail *

Mensagem *

O que achou do Visual deste Blog?