Translate


Rapidinha no Consultório do Dentista

Meu nome é Bárbara, tenho 27 anos. Recentemente comecei um caso extraconjugal com o Dentista do consultório onde trabalho e hoje vou contar uma das inúmeras sacanagens que fizemos aqui dentro.

Um dia depois de fecharmos o consultório fomos para um motel como já havia acontecido naquela semana. Ele deu aquela velha desculpinha do “Vou ficar trabalhando até mais tarde...” pra sua esposa, que não sei como ela caia e assim ficamos transando bem gostoso por umas duas horas. Neste dia, deitada o seu peitoral, ficamos conversando um pouco e acabei revelando um fetiche que tenho desde que comecei a trabalhar no consultório, de ser chupada naquela cadeira de dentista.

Rimos juntos, e ele prometeu me dar este presente. Disse-me que no próximo Sábado seria plantão dele e que daria pra gente aprontar, enchi ele de beijos feliz da vida e ansiosa por chegar o dia.

No Sábado, coloquei um vestido azul escuro de tecido leve, fino que ia até os joelhos. Lembro que neste dia ventava um pouco mais do que o normal e fazia marcar meu corpo e atrair muitos olhares safados pela rua. Pra finalizar usei uma calcinha preta de renda, uma blusinha branca de alcinha, e sandálias de salto alto.

Cheguei ao consultório, e infelizmente não demorou nada para começar a chegar alguns pacientes. O que me deixou apreensiva porque deveria ser um dia tranquilo, depois de uma meia-hora o meu taradinho chegou e vi sua expressão de decepção ao ver muitos pacientes ali. Aquilo me deixou tão chateada. Ele me olhou nos olhos e desejou a todos um Bom Dia, tudo muito profissional, e então entrou em seu consultório.

As horas foram se passando, ele já havia atendido três pacientes, e ainda tinha um casal de idade e mais três pessoas aguardando atendimento. Inclusive tinha um velhinho que não parava de olhar para minhas pernas rs ... ele era até simpático, rs...

O cliente que estava sendo atendido saiu, e instantes depois saindo da sala meu amor pediu um momento para uma senhora que seria a próxima a passar, disse que precisava preparar a máquina para o seu tratamento. Em seguida, virou-se para mim e pediu que levasse a ele um material específico e entrou novamente no consultório.

Ah! Eu já tinha perdido as esperanças. Fiz o que ele pediu peguei o material solicitado e fui levar para ele, entrei na sala fechando a porta, e não o via. “Ué cadê ele?... Deve estar no...”. E foi enquanto eu colocava o material sobre a mesa que senti ele me agarrar por trás me encoxando com vontade, apertando meus peitos e mordendo minha orelhinha (Uhmmm). Virei-me de frente e beijei-o feito uma louca, rs ...

Soltando-me dele fiquei em pé de frente a cadeira de dentista, olhando-o com cara de safada. Ele sorria, então para provocá-lo comecei a tirar o vestido, só que imediatamente ele veio exclamando baixinho “não, não, não... fique com ele”, fiquei olhando-o sem entender.

Ele me mandou sentar na cadeira, eu obedeci prontamente. No meu ouvido ele disse “Se o teu fetiche é ser chupada nesta cadeia o meu é-te foder aqui com você usando estas suas saias e vestidos... você fica muito gostosa assim...”.

Fiquei molinha na hora, ele me beijou com vontade e depois foi puxando minha calcinha até tirá-la completamente.

Começou a me chupar, e eu me contorcia toda, não podia gemer, pois os pacientes poderiam escutar, mas nossa que língua, que boca gostosa!! O meu tesão foi tanto que em poucos instantes ele me fez gozar em sua boca. E foi aí que o vi abrir o zíper com aquele sorriso safado e tirar aquela rola gostosa pra fora.

Ajeitando-a na minha boceta ele veio empurrando-a para dentro de mim até o fundo, que delicia! Me beijando com vigor ele começou a bombar, e naquele momento minha vontade era de gemer feito uma putinha safada mas não dava!!!

Quando ele sentiu que iria gozar, saiu de cima de mim e imediatamente eu fui até seu pau chupando-o até fazê-lo gozar na minha boca. E engoli tudinho! Aquela foi à rapidinha mais gostosa que já tive na vida!

Depois nos ajeitamos, e safado não quis devolver minha calcinha, rs... Azar dele, pois mal ele sabe que naquele dia eu estava tão safada que pra finalizar aprontei mais uma. Sabem aquele velhinho simpático que ficava olhando pra mim? Pois é, ele foi o último a ser atendido, com isto ficamos sozinhos na recepção por alguns instantes, com isto não resisti e resolvi provocar e me exibir pra ele mostrando minha xaninha lisinha, rs ... O velhinho ficou doidinho!! rs...

*** Conto escrito em Outubro/2010. Reeditado em Novembro/2014.

** Todos os nomes dos personagens, assim como de instituições utilizadas neste texto, são apenas nomes fantasias e não referenciam a nenhuma pessoa, local ou razão social.


5 comentários:

  1. esse fetiche eu não conhecia... hummmm, me deu ideias agora... J...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este é um dos objetivos dos contos...dar ideias rs

      Excluir
  2. Por mais fetiches com mulheres vestidas, por favor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc quer mais contos com Mulheres vestidas? transando de roupa mesmo? tipo de saia, vestido ... É isto?

      Excluir
    2. Isso mesmo. Adoro esse fetiche, e é raro encontrar contos assim na internet. Adoraria mais como esse, se fosse possivel. Obrigado

      Excluir

O que achou deste conto? Expresse a sua opinião comentando neste campo. O comentário pode ser feito até como Anônimo, basta selecionar a opção no campo abaixo (Comentar como:).

 

Quem sou eu...

Minha foto

Quero compartilhar através de minha escrita um devaneio de sensações, sentimentos e desejos. Sejam bem vindos e apreciem sem moderação.

Qual o seu Sexo?

Contato como o autor:

Nome

E-mail *

Mensagem *

O que achou do Visual deste Blog?