Translate


O Encontro II

(Escrito por Cris)

Fui ver o que havia na caixa, ao abrir, vi, entre papéis de seda, uma linda lingerie vermelha, com detalhes em preto. Era composta por um espartilho em rendas, com um belo decote, cinta-liga, e meias. Ao lado da caixa, tinha uma garrafa de um bom vinho, que já havíamos comentado.

Tirei o meu vestido, sentindo o tecido deslizar pelo meu corpo, e minha calcinha. Peguei uma taça em cima da mesa, me servi do vinho, e fui para a banheira. Água na temperatura ideal, com um delicioso aroma.

(Escrito por Dante)

A espreita da janela do meu apartamento eu me deliciava com tamanha sensualidade de Cris ao tirar o seu vestido, seus belos e delicados seios prontos para serem tocados, acariciados me fizeram conseguir senti-los e minha boca.

Completamente nu eu terminava de me secar enquanto a via naquele quarto e meu cacete já completamente enrijecido era um retrato de como ela mexia com minha sexualidade. Foi então que o mundo pareceu rodar em câmera lenta quando ela começou a tirar sua calcinha, seu sexo me fez arder de tesão.

Em seguida ela serviu-se com o vinho que comprei especialmente para a ocasião e dirigiu-se para outro em direção à banheira hidromassagem.

(Escrito por Cris)

E então, me lembrei de como tudo começou.

Lembrei-me de quando visitei aquele site, pela primeira vez. Comecei a ler aquelas palavras excitantes, naqueles textos deliciosos. Logo, se tornou essencial a minha visita ali. Lembrei-me de como iniciamos uma conversa gostosa, e insinuante.

(Escrito por Dante)

As batidas do coração ficaram mais intensas assim que atravessei a Av. PIO XII e adentrei àquele hotel. Na recepção fui recebido pelo meu amigo que logo veio me abraçar e ao pé do ouvido me dizia que tudo foi feito conforme eu havia pedido.

Acenei com a cabeça a ele de forma positiva e segui em direção ao quarto.

(Escrito por Cris)

Logo, começamos a conversar por telefone. Aquela voz! Ah, aquela voz, que me arrepiava por inteira. Lembrei-me da primeira vez que gozei pra ele. Ouvindo suas palavras safadas no meu ouvido. Gemendo baixinho, imaginando ele, em cada cena.

Eu queria mais. Precisava dele. Ele. Dante. Ele que habitava meus sonhos, sonhos estes que já não acontecia somente quando eu dormia, ele que me despertava os desejos mais íntimos, minhas fantasias mais secretas.

E agora eu estava ali, naquele perfumado quarto de hotel, sentindo uma excitação crescente, esperando por ele. O homem que fazia meu corpo incendiar.

(Escrito por Dante)

“Esta acontecendo!”, mal poderia acreditar que bastava mais um passo para estar de frente para àquela mulher que a tanto desejava.

“608”.

Olhei por alguns segundos àquele número depois levei a mão ao trinco da porta, e cuidadosamente comecei a girá-lo, não queria assustá-la.

(Escrito por Cris)

Depois de um tempo, saí do banho, e fui me preparar para ele. A lingerie ficou perfeita em meu corpo, optei por usar as sandálias, o salto dá um charme especial nas meias. Deixei meus cabelos soltos.

E então, um movimento no trinco da porta.


Virei-me, com o coração aos saltos, então, a porta se abriu, e ele adentrou.

----
*** Este relato esta sendo escrito a quatro mãos. Uma experiência prazerosa a qual estou tendo a honra e de dividi-la com minha doce Cris. E Cris, obrigado por entrar em meu mundo e deixá-lo incrivelmente excitante. 

*** Para conhecer o trabalho da Cris e sua amiga Anita visitem o blog Segredos de Anita & Cris, blog recheado de textos e imagens de tirar o fôlego.

** Todos os nomes dos personagens, assim como de instituições utilizadas neste texto, são apenas nomes fantasias e não referenciam a nenhuma pessoa, local ou razão social.

** Participe deixando seu comentário no campo abaixo!

2 comentários:

  1. Meu deus.. Muito bom!
    Gostei muito. Obrigado pela partilha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Rousing pela visita e participação! É muito gratificante ter este retorno.

      Excluir

O que achou deste conto? Expresse a sua opinião comentando neste campo. O comentário pode ser feito até como Anônimo, basta selecionar a opção no campo abaixo (Comentar como:).

 

Quem sou eu...

Minha foto

Quero compartilhar através de minha escrita um devaneio de sensações, sentimentos e desejos. Sejam bem vindos e apreciem sem moderação.

Qual o seu Sexo?

Contato como o autor:

Nome

E-mail *

Mensagem *

O que achou do Visual deste Blog?